Tanque alemão Panzerhaubitze 2000 - 21.06.2022
Wikipedia - 21.06.2022
Tanque alemão Panzerhaubitze 2000 - 21.06.2022

Representantes das forças armadas da Ucrânia disseram hoje (21), que "finalmente" implantaram o sistema de artilharia enviado pela Alemanha. Os sete tanques são parte da quebra de política de isenção da Alemanha anunciada no decorrer da invasão russa à Ucrânia. Os alemães já haviam informado no mês passado que enviariam  sete Obuses Autopropulsados ​​com o objetivo de aumentar o volume de armas pesadas enviados para ajudar Kyiv  a combater a invasão. Ao todo foram recebidos um total de sete tanques de precisão de longo alcance , do modelo 'Panzerhaubitze 2000' , outros tanques Gepard e também fornecimento de bazucas.

O  sistema 'PzH 2000 ' é um dos mais poderosos e sofisticados sistemas de artilharia em operação e pode disparar de 10 a 13 tiros por minuto . Cada tanque deste modelo custa entorno de 4,5 milhões de dólares . O exército alemão conta com cerca de 100 obuseiros 2000 em seus estoques, mas apenas 40 estão prontos para o combate. "Finalmente, agora [sete deles] fazem parte do arsenal de obuses de 155 mm da artilharia ucraniana”, escreveu o ministro da Defesa ucraniano, Oleksiy Reznikov, nas redes sociais.

O porta-voz do governo alemão Steffen Hebestreit  comentou que a Alemanha mudou sua política de isenção e não fornecimento de armas para regiões em crise e que os envios de tanques e equipamentos militares vão continuar. "Estamos falando de obuses Panzerhaubitze 2000, que os soldados ucranianos estão sendo treinados a operar, o envio de tanques Gepard e o fornecimento de bazucas e outros equipamentos militares", disse Hebestreit. 

Os Estados Unidos, a França e outros aliados da Ucrânia prometeram enviar mais armas pesadas à Kyiv porém as envios feitos pelos americanos só devem chegar à Ucrânia no final de junho. O Ocidente já fez uma remessa de envios de armamento militar aos ucranianos, mas os líderes do país reclamam que receberam apenas uma parte do que seria necessário para o combate. 

*Com informações de agências internacionais

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários