Gustavo Petro venceu primeiro turno, mas o segundo deve ser acirrado
Reprodução
Gustavo Petro venceu primeiro turno, mas o segundo deve ser acirrado

A Colômbia vai às urnas neste domingo (19) para o segundo turno das eleições presidenciais de 2022 , que põe frente a frente o ex-guerrilheiro de esquerda Gustavo Petro e o populista de extrema-direita Rodolfo Hernández.

Os dois postulantes disputam a sucessão do impopular Iván Duque e o direito de governar o país até 2026.

Ex-prefeito de Bogotá, Petro, de 62 anos de idade, terminou o primeiro turno na frente de Hernández, ex-prefeito de Bucaramanga e de 77 anos (40,34% a 28,17%), mas as pesquisas para este domingo apontam um empate técnico entre os candidatos.

As urnas ficam abertas entre 8h e 16h (horário local), e o resultado definitivo deve sair no mesmo dia. Hernández ganhou o apoio dos partidos governistas após o primeiro turno , os mesmos que ele critica por suas alianças e acusa de corrupção.

O populista também se recusou a participar de debates televisivos durante toda a campanha. Petro, por sua vez, representa a maior chance de a esquerda chegar ao poder pela primeira vez na Colômbia, mas é visto por boa parte do eleitorado com desconfiança e até temor devido a seu passado de guerrilheiro.

As eleições serão protegidas por 320 mil policiais e militares, e as autoridades dizem estar prontas para eventuais distúrbios após a divulgação dos resultados. O pleito também será acompanhado por 410 observadores de organismos internacionais, incluindo da União Europeia.

"Que tenhamos a certeza de que o veredito das urnas sempre será respeitado por toda a nação, pelo presidente da República, pelas forças militares e por todas as instituições", disse Duque.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários