Evacuação de civis na siderúrgica Azovstal, em Mariupol
Reprodução/Ansa - 02.05.2022
Evacuação de civis na siderúrgica Azovstal, em Mariupol


O governo russo anunciou nesta quarta-feira (4) um cessar-fogo por três dias para permitir a evacuação de civis da siderúrgica Azovstal em Mariupol , divulgou a agência Interfax.

O anúncio foi feito pelo comando militar russo, que informou que o corredor humanitário permanecerá aberto de quinta a sábado e os civis poderão escolher se vão para os territórios controlados pela Ucrânia ou pela Rússia.

A siderúrgica é considerada o último ponto de resistência ucraniana após 70 dias de guerra. De acordo com dados do governo, mais de 90% dos prédios da cidade foram destruídos nos ataques russos.


Mais cedo, o prefeito de Mariupol, Vadym Boichenko, chegou a afirmar em entrevista a emissoras ucranianas que havia perdido contato com os combatentes que estão no local. Pouco depois, ele informou que recebeu alertas de que "violentos combates" estavam ocorrendo, mas sem dar muitos detalhes.

Contudo, algumas horas depois o governo ucraniano disse que a comunicação com os combatentes que ainda estão cercados na siderúrgica foi restabelecida.

"As tentativas de ataque à usina continuam pelo segundo dia. As tropas russas já estão no território de Azovstal, mas a comunicação com os defensores foi restabelecida", informou David Arahamiya, negociador ucraniano e chefe do partido "Servo do Povo", do presidente Volodymyr Zelensky, na Rádio Svoboda.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários