Papa Francisco quer conversar com Putin sobre conflito na Ucrânia
Reprodução/Montagem iG
Papa Francisco quer conversar com Putin sobre conflito na Ucrânia

Nesta quarta-feira (4), o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou não ter chegado a um acordo sobre um possível encontro entre o Papa Francisco e o presidente russo, Vladimir Putin. A informação é da TASS.

Em entrevista publicada na terça (3), o pontífice disse que solicitou uma reunião com Putin para tentar encerrar o conflito na Ucrânia, mas não obteve respostas.

O líder religioso disse ao jornal italiano Corriere Della Sera que o patriarca Kirill, líder da Igreja Ortodoxa Russa, “não pode se tornar um ‘coroinha’ de Putin”.

Francisco pediu ao diplomata do Vaticano Pietro Parolin para enviar uma mensagem a Putin 20 dias depois da invasão russa na Ucrânia. “Eu estava disposto a ir a Moscou. Certamente era necessário que o líder do Kremlin permitisse uma abertura. Ainda não recebemos uma resposta e continuamos insistindo” , disse.

Quando questionado se pretendia viajar a Kiev, Francisco disse que já mandou autoridades da Igreja para a capital ucraniana e que sente que não precisa ir. “Primeiro tenho que ir a Moscou, primeiro tenho que encontrar Putin. Mas também sou padre, o que posso fazer? Eu faço o que eu posso. Se Putin abrisse a porta…”.

A entrevista foi muito comentada entre os membros da Igreja Ortodoxa Russa.  “O Papa Francisco escolheu um tom errado para transmitir o conteúdo dessa conversa”, afirmou a instituição. O comentário sobre Kirill não foi mencionado explicitamente.

“Tais declarações não devem contribuir para o estabelecimento de um diálogo construtivo entre as Igrejas Católica Romana e Ortodoxo Russa, que é especialmente necessária no momento”, disse.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários