Estado Islâmico reivindica novo ataque a mesquita em Cabul
Reprodução/Armanshahr Radio
Estado Islâmico reivindica novo ataque a mesquita em Cabul

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou a responsabilidade por mais ataque sangrento perto de uma mesquita sunita em Cabul neste sábado, que deixou pelo menos 10 mortos e cerca de 30 feridos. Essa é a segunda explosão na capital afegã em dois dias, enquanto as preocupações com segurança aumentam na véspera do feriado muçulmano de Eid al-Fitr.

"Soldados do califado detonaram um artefato explosivo colocado perto de um ônibus no setor 6 de Cabul", anunciou o grupo em uma mensagem postada em sua conta do Telegram.

A explosão parecia ter como alvo membros da comunidade minoritária sufi que realizava rituais de oração pós-sexta-feira, de acordo com um funcionário. Grupos jihadistas como o EI odeiam essa corrente muçulmana, que consideram herética.

Imagens assustadoras da explosão postadas nas redes sociais mostraram sobreviventes fugindo da mesquita, alguns carregando vítimas, incluindo crianças.

Um dia antes, uma explosão matou mais de 50 fiéis após as orações de sexta-feira em uma mesquita de Cabul em meio a uma série de ataques a mesquitas durante o mês sagrado muçulmano do Ramadã.

As preocupações de segurança aumentaram em todo o Afeganistão enquanto o país se prepara para marcar o Eid al-Fitr no domingo sob o domínio do Talibã pela primeira vez em mais de 20 anos, depois que o grupo foi removido do poder após uma invasão dos EUA em 2001.

Leia Também

O Talibã retomou o poder em agosto passado, depois que forças estrangeiras se retiraram do país.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, “condenou fortemente” o ataque.

“O secretário-geral condena veementemente o ataque mortal de ontem contra a mesquita Khalifa Sahib, no Oeste de Cabul, durante as orações de sexta-feira”, disse um de seus porta-vozes em comunicado.

“Ataques contra civis e bens civis, incluindo mesquitas, são estritamente proibidos pelo direito internacional humanitário”, lembrou ele após uma série de ataques a bomba, alguns reivindicados pelo Estado Islâmico (EI), que causaram dezenas de mortes no país nas últimas semanas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários