Vista aérea de Jerusalém
Pixabay 13.04.2022
Vista aérea de Jerusalém

Um confronto entre policiais israelenses e manifestantes palestinos deixou mais de 50 pessoas feridas na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém. O episódio é mais um entre os últimos que marcam uma nova escalada das tensões na região da Faixa de Gaza.

O distúrbio acontece exatamente um mês após uma série de ataques violentos matarem 14 pessoas em Israel. Desde então, 24 palestinos morreram em confrontos com forças israelenses e em outros incidentes.

Em um comunicado divulgado hoje, a polícia israelense afirmou que "agitadores de máscaras e com bandeiras do Hamas" haviam atirado pedras contra o Muro das Lamentações, local sagrado e de orações para os judeus, que fica na base na Esplanada.

Segundo agências internacionais, durante a madrugada, os policiais entraram na Esplanada enquanto os jovens palestinos atiravam pedras.

Leia Também

Ao menos dois dos feridos estão em estado grave. Mais tarde, foram ouvidos tiros de borracha na região. A situalção se acalmou por volta do meio dia, mas a tranquilidade durou pouco. Um drone sobrevoou o local e lançou gás lacrimogêneo nos fiéis que oravam por ali, gerando pânico.

Segundo a polícia israelense, foram utilizados meios para "dispersar" a multidão que tentava denificar quaritas. Ao menos 200 pessoas se feriram na região da Esplanada das Mesquitas desde a última semana.

Enquanto isso, em Gaza, o Hamas lançou foguetes contra Israel, que respondeu com ataques aéreos ao território palestino. Não há informações de feridos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários