Navio Xelo, com 750 toneladas de diesel, afundou na Tunísia
Reprodução
Navio Xelo, com 750 toneladas de diesel, afundou na Tunísia

Um navio-tanque que transportava 750 toneladas de diesel do Egito para Malta, na Europa, afundou neste sábado (16) quando passava pelo Golfo de Gabes, na costa sudeste da Tunísia, Norte da África.

A embarcação Xelo opera com bandeira da Guiné Equatorial. Ela saiu do porto de Damietta e solicitou a entrada na Tunísia na noite de sexta-feira (15) por conta do mau tempo na região. Os sete membros da  tripulação foram resgatados.

Após uma reunião nesta manhã, o governo anunciou medidas para tentar "evitar um desastre ambiental". Barreiras vão cercar o local onde o navio afundou para evitar a propagação do combustível. Além disso, dois submarinos vão inspecionar a posição do navio e a localização de um vazamento para iniciar um processo de sucção do óleo.

Mais cedo, o ministério do Meio Ambiente da Tunísia informou que água começou a entrar no navio a cerca de sete quilômetros da costa no Golfo de Gabes e a sala de máquinas ficou inundada. O porta-voz do governo local, Mohamed Karray, informou que um comitê de prevenção de desastres iria se reunir para decidir quais as medidas seriam tomadas.

Leia Também

A ministra do Meio Ambiente, Leila Chikhaoui também viajou para Gabes "para avaliar a situação e tomar as decisões preventivas necessárias em coordenação com as autoridades regionais", conforme comunicado da pasta.

O último acidente marítimo envolvendo o país foi em outubro de 2018, quando o cargueiro tunisiano Ulysse colidiu com Virgínia, navio do Chipre, ancorado a cerca de 30 quilômetros ao norte da ilha francesa de Córsega. Toneladas de combustível foram derramadas no Mediterrâneo.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários