Michael Patrick Turland foi preso após corpos de 183 animais serem encontrados no freezer da casa dele, nos EUA
Reprodução 16/04/2022
Michael Patrick Turland foi preso após corpos de 183 animais serem encontrados no freezer da casa dele, nos EUA

A polícia do estado do Arizona, nos Estados Unidos, prendeu um homem depois que 183 animais, incluindo cães, gatos e pássaros, foram encontrados no freezer da casa dele. Michael Patrick Turland, de 43 anos, admitiu ter congelado alguns deles enquanto eles ainda estavam vivos. O caso foi registrado no condado de Mohave e Turland recebeu 94 acusações de crueldade contra animais.

"As imagens registradas no local eram absolutamente repugnantes. De partir o coração. Como amante dos animais, eu chorava só de olhar para elas", disse à BBC a porta-voz da polícia local, Anita Mortensenela, acrescentando que as fotos eram muito explícitas para serem divulgadas.

Os policiais encontraram cães, tartarugas, lagartos, pássaros, cobras, camundongos, ratos e coelhos congelados após receberam uma denúncia de uma mulher que havia entregado cobras a Turland para procriação. Ele desapareceu depois de alguns meses e ela não conseguiu recuperar os animais.

A mulher disse à polícia que foi contatada pelo proprietário do imóvel depois que Turland e sua mulher se mudaram da casa onde viviam na região de Golden Valley. Segundo ela, quando o proprietário foi limpar o apartamento, um freezer cheio de animais mortos foi encontrado na garagem, incluindo as cobras entregues meses antes.

Na última quarta-feira, a polícia recebeu a denúncia de que  Turland estava de volta à casa e ele acabou preso. Os investigadores agora apuram o que teria motivado os atos de crueldade e estão em busca da mulher de Turland, Brooklyn Beck.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários