Manual de 28 páginas inclui dicas de como armazenar alimentos
Flickr
Manual de 28 páginas inclui dicas de como armazenar alimentos


O Ministério da Defesa de Taiwan  publicou um manual para aconselhar e ensinar os civis a se prepararem para uma eventual invasão do território feita pela China. Nas 28 páginas, há informações sobre como encontrar refúgios antiaéreos e como estocar equipamentos de emergência.

Outro detalhe do manual, que é o primeiro do tipo a ser produzido e surge em momento de grande tensão com Pequim, é que ele possuiu QR Codes que dão indicações de locais para onde ir em caso de emergência e o que fazer em caso de diversos incidentes, como um ataque aéreo e um grave incêndio, a queda de um grande edifício ou a falta de água e bens essenciais para sobrevivência.

O documento ainda tem uma parte dedicada à preparação para os combates e sobre a mobilização dos reservistas em tempo de guerra.


Leia Também

Leia Também

Taiwan é um território que não depende politicamente de Pequim, mas que a China considera como parte "inalienável" de seu território. A tensão entre os dois lados piorou após a eleição de Tsai Ing-wen, um político sempre alinhado com a autonomia e a independência da península.

Além disso, os Estados Unidos continuam a dar apoio ao território, bem como um amplo fornecimento de armas e treinamento de militares - o que constantemente irrita Pequim.

Depois da invasão da Rússia na Ucrânia, os temores voltaram a aumentar, especialmente, porque o governo de Xi Jinping não condenou abertamente o ataque. Com uma posição neutra, mas mais pró-Rússia, os chineses afirmaram que a Ucrânia tem um governo e um território "soberanos", mas que as preocupações de segurança de Moscou "eram justas". 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários