Destruição em Gostomel, na Ucrânia
Reprodução / Twitter - 05.04.2022
Destruição em Gostomel, na Ucrânia

As autoridades da Ucrânia impuseram um toque de recolher de uma semana em Gostomel , cidade dos arredores de  Kiev recém-libertada das tropas russas. Segundo a parlamentar Lesia Vasylenko, a medida é necessária para "desminar a cidade e permitir o retorno seguro das pessoas para casa". O toque de recolher fica em vigor até as 6h da manhã do dia 14 de abril.

Gostomel permaneceu sob ocupação durante 35 dias e perdeu seu prefeito, Yuri Prylypko, morto em um ataque enquanto distribuía alimentos para a população civil. Seu substituto interino, Taras Dumenko, disse à ANSA que mais de 400 pessoas estão desaparecidas na cidade.

"Há entre elas pelo menos 15 crianças. Outros 15 civis, de acordo com fontes investigativas, foram sequestrados", acrescentou Dumenko. Assim como outras localidades vizinhas, como Borodyanka, Bucha e Irpin, Gostomel foi libertada no fim de março, após a Rússia ter decidido reorganizar suas tropas para reforçar os frontes oriental e ocidental.

De acordo com as autoridades ucranianas, foram encontrados nessas cidades corpos de civis largados nas ruas, cadáveres com sinais de tortura e valas comuns com dezenas de mortos.

Leia Também

Em Borodyanka, pelo menos 200 moradores estariam desaparecidos . "Jamais perdoaremos esses crimes", afirmou um conselheiro do Ministério do Interior ucraniano, Anton Gerashchenko, à agência Ukrinform .

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários