Presidente da Rússia Vladimir Putin
Reprodução / Twitter - 27.03.2022
Presidente da Rússia Vladimir Putin

Nesta segunda-feira (28), o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que uma reunião entre os presidentes Vladimir Putin e Volodymyr Zelensky deve acontecer quando os dois lados estiverem mais perto de concordar com as questões-chave para um cessar-fogo .

De acordo com ele, agora, qualquer encontro entre os mandatários para discutir o conflito seria contraproducente.

A jornalistas russos, Zelensky afirmou que a Ucrânia está pronta para negociar a neutralidade e o status não nuclear. "Pelo o que me lembro, esse foi o motivo pelo qual a Rússia começou o ataque", disse ele, acrescentando que qualquer decisão da mesa de negociação vai ser submetida a um requerendo popular.

Nesse domingo (27), porém, o presidente ucraniano disse que se recusa a falar sobre "desnazificação" e "desmilitarização" . "Não vamos nos sentar à mesa se tudo o que falamos é alguma ‘desmilitarização’ ou alguma ‘desnazificação’. Para mim, são coisas absolutamente incompreensíveis", afirmou.

Leia Também

O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, tem participado das negociações e conversado com ambos os presidentes e, na última conversa com Putin, falou sobre a necessidade de encerrar o conflito. De acordo com ele, há consenso em quatro de seis pontos considerados os mais importantes da negociação.

A próxima rodada de negociações entre os representantes dos países estava prevista para esta segunda, mas foi adiada por problemas logísticos . O encontro deve ocorrer nesta terça (29), em Istambul, na Turquia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários