Polícia investiga morte de quatro pessoas da mesma família que caíram de um prédio nesta quinta-feira
Reprodução / Freepik / Imagem ilustrativa
Polícia investiga morte de quatro pessoas da mesma família que caíram de um prédio nesta quinta-feira

A polícia de Montreux, na Suíça , investiga a morte de quatro pessoas da mesma família que caíram de um prédio nesta quinta-feira. As vítimas de origem francesa foram identificadas como um homem de 40 anos, a mulher dele, de 41, uma filha do casal de 8 anos e a irmã da mulher, também de 41 anos. Um quinto membro da família, um jovem de 15 anos, sobreviveu a queda e foi levado para o hospital com ferimentos graves.

Conforme a polícia, antes da tragédia, dois policiais estiveram no prédio para cumprir um mandado de prisão por conta da educação domiciliar de uma criança da família. A legislação local prevê que o respo sável se apresentar numa escola regularmente, o que não teria sido feito. Em comunicado, as autoridades informaram que abriram uma investigação “para determinar as circunstâncias exatas e as razões dessa tragédia”.

Conforme os investigadores, a possibilidade de uma sexta pessoa estar no apartamento no momento da queda já foi descartada. Uma fonte disse ao jornal alemão Blick que a principal hipótese é de que o grupo teria pulado do sétimo andar do edifício. Porta-voz da polícia, Alexandre Bisenz disse à agência AP que as vítimas foram encontradas por volta das 7h do lado de fora do prédio localizado perto do famoso Casino Barriere da cidade.

No comunicado da polícia, consta que os agentes bateram na porta e ouviram uma voz perguntando quem estava ali. Depois disso, não tiveram mais resposta. Sem contato com os ocupantes, decidiram deixar o local. Enquanto isso, uma testemunha ligou para a polícia para relatar que "pessoas haviam caído da varanda de um apartamento".

Família 'discreta'

Um vizinho descreveu ao jornal suíço Le Temps , que a família era "discreta" e se mudou para o prédio há três anos.

Leia Também

"Você não ouvia nada deles. O pai nunca me cumprimentou no corredor e encomendava vários pacotes quase todos os dias. Notei um forte cheiro de incenso nos últimos dias", disse Claude Rouiller.

— Com informações de agências internacionais

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários