Voluntários distribuem mantimentos para população de Sumy, na Ucrânia
Acnur/Reprodução 24.03.2022
Voluntários distribuem mantimentos para população de Sumy, na Ucrânia

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) atualizou hoje o número de pessoas que fugiram da Ucrânia desde começou a invasão russa, há exatamente um mês.

Segundo a organização, 3,67 milhões de pessoas deixaram o país. A Polônia é o principal destino, e já recebeu 2,17 milhões de refugiados. Outros países da região, como Romênia, Moldávia, Hungria, Rússia e Eslováquia também foram destinos; além de Belarus, ainda que em menor quantidade.

O volume do deslocamento interno também é grande - 6,5 milhões foram registrados. Nos últimos 30 dias, segundo a ONU, 10 milhões de pessoas foram obrigadas a deixar suas casas, o que representa um quarto da população.

Cerca de 90% dessas pessoas são mulheres, crianças e idosos. Por conta da Lei Marcial em vigor no país, homens de 18 a 60 anos não podem viajar.

Dos menores de idade - cerca de 7,5 milhões -, 4,3 milhões abandonaram a casa onde viviam. Destes, 1,8 milhão estão na Polônia, Romênia, Moldávia, Hungria e Eslováquia. Outros 2,5 milhões estão em regiões menores ou rurais, menos afetadas pelos conflitos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários