Destruição nas ruas de Kiev, capital da Ucrânia
Divulgação/Ministério da Defesa da Ucrânia
Destruição nas ruas de Kiev, capital da Ucrânia

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou nesta segunda-feira que já foram registrados sete ataques contra infraestruturas sanitárias na Ucrânia desde a invasão militar da Rússia no dia 24 de fevereiro. Neste domingo, o total era de quatro ocorrências.

"Até 7 de março, foram verificados nove incidentes de ataques à saúde na Ucrânia no Sistema de Monitoramento de Ataques à Saúde, sete com um nível de certeza 'confirmado' e dois com um nível de certeza 'possível'", confirmou a organização à Reuters.

Seis dos sete ataques confirmados envolveram o uso de armas pesadas, segundo o banco de dados. Em um deles, registrado em 26 de fevereiro, armas individuais, como granadas ou dispositivos improvisados, foram usadas contra uma ambulância. Os ataques confirmados totalizaram seis mortos e 12 feridos.

"(As unidades de saúde) são protegidas pelo direito internacional humanitário, mas está acontecendo novamente. É muito triste", lamentou Francesco Rocca, presidente da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

Leia Também

Neste domingo, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, publicou no Twitter que "vários" ataques ocorreram, acrescentando que a situação era uma violação ao direito internacional humanitário, mas sem dar mais detalhes das ocorrências.

Também não foram fornecidas informações sobre os autores, já que o sistema não tem autoridade para coletá-las.

*com informações de agências internacionais

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários