32 países incluindo o Brasil votaram a favor da abertura do inquérito
Elma Okic/UN Photo
32 países incluindo o Brasil votaram a favor da abertura do inquérito

O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU) aprovou nesta sexta-feira (4) a instituição "urgente" de uma comissão internacional de inquérito sobre a invasão da Rússia à Ucrânia .

O texto foi aprovado por um placar de 32 votos a favor e apenas dois contra, além de 13 abstenções, em mais uma expressiva derrota diplomática de Moscou na ONU.

Os únicos países que votaram contra o estabelecimento de um comitê independente de investigação foram a própria Rússia e a Eritreia, na África.
Já Armênia, Bolívia, Camarões, Cazaquistão, China, Cuba, Gabão, Índia, Namíbia, Paquistão, Sudão, Uzbequistão e Venezuela se abstiveram. Integrante do Conselho de Direitos Humanos, o Brasil votou a favor da comissão de inquérito, embora o presidente Jair Bolsonaro tenha defendido a "neutralidade" no conflito.

Na última quarta-feira (2), a Assembleia Geral da ONU já havia aprovado uma resolução condenando a invasão russa na Ucrânia, por um placar de 141 votos a favor e apenas cinco contra, além de 35 abstenções.

Já a procuradoria do Tribunal Penal Internacional de Haia (TPI) abriu uma investigação sobre possíveis crimes de guerra cometidos na Ucrânia. O regime de Vladimir Putin é acusado por Kiev e pelas potências ocidentais de atacar alvos civis, como prédios residenciais, escolas e universidades.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários