Putin diz que operação especial na Ucrânia ocorre como planejado
Reprodução
Putin diz que operação especial na Ucrânia ocorre como planejado

No oitavo dia da guerra na Ucrânia, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quinta-feira (3) que a invasão ao território vizinho está ocorrendo "de acordo com o plano" e homenageou os soldados russos, classificando-os como heróis.

Durante seu pronunciamento na TV, o líder russo classificou a operação militar como especial e afirmou que ela segue como planejada para acabar com essa anti-Rússia criada pelo Ocidente.

"Agora no território ucraniano, nossos soldados e autoridades estão lutando pela Rússia, por uma vida pacífica para os cidadãos de Donbass, pela desnazificação e desmilitarização da Ucrânia, para que não possamos ser ameaçados por uma direita anti-Rússia em nossas fronteiras que tem sido criada pelo Ocidente há anos", disse Putin.

Para ele, a operação é uma luta contra "neonazistas" e suas tropas não querem atingir a população civil durante os ataques à Ucrânia. "Nosso dever é ajudar as vítimas dessa guerra que estão combatendo pela segurança do povo da Rússia".

O presidente russo acusou o que ele chamou de nacionalistas ucranianos de usar sua população civil "como escudo humano" e de fazer estrangeiros de reféns.

Leia Também

"Nossos militares fornecem corredores seguros para os civis, mas os neonazistas ucranianos o impedem e tratam os civis como escudos humanos", ressaltou Putin.

O líder russo voltou a dizer que "russos e ucranianos são o mesmo povo" e essa é uma convicção que ele "nunca" vai abandonar "mesmo quando o governo da Ucrânia está amedrontando a sua população com propaganda nacionalista".

Por fim, ele explicou que a Rússia irá ajudar financeiramente às famílias de soldados mortos e militares feridos. "Nosso exército e a população de Donbass estão sendo heróis", disse Putin.

"Estamos com tudo planejado pela lei. Também acredito que precisamos fazer uma ajuda adicional para os militares que participaram da operação. Na Ucrânia, nossos soldados estão combatendo pela Rússia, pela paz", concluiu.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários