Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia
Reprodução/Facebook Volodymyr Zelensky
Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, alertou nesta quinta-feira (3) que os Países Bálticos podem ser os próximos alvos da Rússia .

"Se não estivermos mais aqui, que Deus nos livre, Letônia, Lituânia e Estônia serão os próximos. Acreditem", disse o mandatário durante um apelo para o Ocidente aumentar a ajuda militar a Kiev.

"Se vocês não podem fechar nossos céus, então me deem aviões", acrescentou Zelensky, pedindo para as potências ocidentais protegerem o espaço aéreo ucraniano, ideia que enfrenta resistência na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Assim como a Ucrânia, os Países Bálticos também são ex-repúblicas soviéticas e fazem fronteira com a Rússia, porém com a diferença de que são membros da Otan e da União Europeia.

Dessa forma, um eventual ataque russo contra Estônia, Letônia e Lituânia poderia desencadear um conflito de proporções mundiais.

Por outro lado, Zelensky também admitiu que quer conversar com o presidente da Rússia, Vladimir Putin , porque esse é o único modo de "parar a guerra".

Leia Também

Segunda rodada de negociações

Começou nesta quinta-feira (3) a segunda rodada de negociações entre Rússia e Ucrânia em Belarus .

A previsão era de que as tratativas fossem retomadas na última quarta (2), mas o recrudescimento do conflito adiou as conversas.

De acordo com Mikhailo Podoliak, assessor do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, os temas-chave na agenda são um "cessar-fogo imediato", "armistício" e a criação de "corredores humanitários para a evacuação de civis de vilarejos ou cidades destruídas ou sob constante bombardeio".

primeira rodada de negociações em Belarus, na última segunda-feira (28), não produziu resultados. De acordo com a ONU, o conflito na Ucrânia já gerou mais de 1 milhão de refugiados , sendo que a maior parte fugiu para a Polônia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários