Ucranianos fogem da guerra em seu país
EPA/Ansa
Ucranianos fogem da guerra em seu país

Apesar do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, ter afirmado que  civis não seriam atingidos pela invasão russa à Ucrânia, um bombardeio russo deixou 19 pessoas mortas e feriu outras 73 em Donetsk, região leste da Ucrânia, segundo a agência de notícias internacional Interfax.

A região, sede do Shakhtar, é bem conhecida no Brasil em razão do futebol. Mais cedo, o meia Pedrinho, ex-Corinthians, que atua pelo clube, conseguiu sair da cidade acompanhado de outros atletas em um trem que iria para a Romênia .

Segundo a Interfax, a informação foi confirmada por Pavel Kirilenko, chefe da administração cívico-militar de Donetsk. "Em 26 de fevereiro, como resultado do bombardeio russo, 19 civis foram mortos, 73 pessoas ficaram feridas", afirmou.

Bloqueio de água na Crimeia

Leia Também

Leia Também

Também neste sábado, tropas da Rússia destruíram uma barragem de concreto construída em 2014 para cortar a água da Crimeia. As informações são da agência RIA.

A Ucrânia cortou o abastecimento de água para a região ao represar um canal que abastecia 85% das necessidades da península antes de Moscou anexar a região.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários