Tropas russas chegam a Kiev e Governo ucraniano fala em atacar inimigo
AP Photo
Tropas russas chegam a Kiev e Governo ucraniano fala em atacar inimigo

Um dia após o presidente russo Vladmir Putin autorizar uma invasão militar na Ucrânia, tropas alcançaram a capital do país vizinho. Conforme o ministério da Defesa ucraniano, militares russos estão posicionados no distrito residencial de Obolon, a cerca de 9 km ao norte do  parlamento de Kiev, no centro da cidade. Segundo o presidente Volodymyr Zelensky, 137 pessoas morreram e 316 ficaram feridas no primeiro dia de operações.

No Twitter, o governo encorajou moradores a fazerem coquetéis molotov para atacar o "inimigo" enquanto também aconselham outros a procurarem abrigo.

"Moradores pacíficos: tomem cuidado. Não saiam de casa!", dizia o comunicado.

Correspondentes da BBC em Kiev relataram ter ouvido tiros e explosões na cidade no início desta manhã.

Leia Também

Leia Também

Bombardeios em 33 locais

O ministério do Interior da Ucrânia informou ter registrado  bombardeios da Rússia em 33 locais em apenas 24 horas.

"Os russos dizem que não estão atacando civis, mas 33 locais civis foram atingidos nas últimas 24 horas", disse Vadym Denysenko à agência de notícias Reuters.

Durante discruso na noite de quinta-feira, o presidente Volodymyr Zelensky se comprometeu a permanecer em Kiev, enquanto suas tropas combatem invasores russos. Ele assinou um decreto no qual declara que o país está em estado de mobilização geral. Conforme o texto, estão convocados todos os recrutas e reservistas aptos para o serviço, que devem se apresentar a alguma das instituições militares do país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários