O medo de Macron em colher teste de PCR na Rússia e a mesa gigante
Gabinete do Presidente da Rússa/Tass
O medo de Macron em colher teste de PCR na Rússia e a mesa gigante

O presidente da França, Emmanuel Macron, conversou por telefone nesta quinta-feira (24) com seu homólogo russo, Vladimir Putin, e pediu para ele "parar imediatamente" a ofensiva russa na Ucrânia , informou o Palácio do Eliseu.

Os líderes conversaram por iniciativa do presidente da França, que tem se esforçado para ajudar a garantir a segurança na Europa em meio à tensão na região ucraniana.

Em comunicado divulgado pela agência Tass, o Kremlin disse que Putin ofereceu uma "explicação detalhada" sobre as razões e circunstâncias de sua decisão de realizar uma operação militar especial na Ucrânia.

Ainda de acordo com a nota, foi uma "troca séria e franca sobre a situação" e Macron e Putin concordaram em manter contato.

Leia Também

Na madrugada desta quinta, o presidente russo ordenou uma ação militar na Ucrânia , onde ao menos 57 pessoas morreram e outras 169 ficaram feridas, segundo o ministro ucraniano da Saúde, Oleh Lyashko.

De acordo com o vice-ministro da Defesa, bombardeios seguem na região separatista de Donetsk. Além disso, a cidade de Mariupol, no sul de Azov, próximo das repúblicas separatistas de Donbass, está sob forte ataque russo, com centenas de explosões relatadas.

Citando um alto executivo do Pentágono, a emissora CNN, inclusive, declarou que a Rússia lançou "mais de 160 mísseis na Ucrânia". Hoje, a Organização das Nações Unidas (ONU) revelou que cerca de 100 mil pessoas fugiram de suas casas na Ucrânia e milhares cruzaram as fronteiras internacionais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários