Ucranianos cruzam a fronteira com a Romênia após invasão russa
Reprodução/O Globo
Ucranianos cruzam a fronteira com a Romênia após invasão russa

A Embaixada brasileira na Ucrânia  anunciou a partida de um trem com destino à Chernivtsi, no oeste do país, às 22h (17h em Brasília) da Estação Central de Kiev.

Na mensagem, o órgão alerta sobre a situação "instável e sujeita a mudanças repentinas" de segurança e transporte na cidade, e pede que os interessados cheguem ao local com antecedência. Para embarcar, é preciso que o cidadão seja registrado junto à Embaixada. Não é necessário comprar bilhetes.

"Os cidadãos que decidirem escolher essa viagem o farão por conta e risco próprio. A embaixada terá condições mínimas de prestar ajuda durante o trajeto até a fronteira com a Romênia, embora esteja sendo negociada a possibilidade de que o Conselho Regional de Chernivtsi ofereça transporte até a fronteira", diz o comunicado.

Mulheres, crianças e idosos terão prioridade. O comunicado reforça ainda que os viajantes devem encontrar longas filas e problemas com falta de transporte e hospedagem no destino.

"A embaixada do Brasil em Bucareste informará às autoridades romenas os nomes e números de documento de todos aqueles que embarcarem no trem, com vista a assegurar, na medida do possível, que os trâmites para entrada na Romênia sejam expeditos. A embaixada em Bucareste tentará, ainda, contratar ônibus para trasladar os cidadãos brasileiros até a capital romena."

Até ontem, o governo brasileiro não tinha um plano de resgate para os cidadãos que estavam em território ucraniano. Durante a live do presidente Jair Bolsonaro (PL), o ministro das Relações Exteriores, Carlos França,  disse que trabalhava em plano contingência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários