Vladimir Putin
Marcos Corrêa/PR
Vladimir Putin

Em pronunciamento nesta sexta-feira (25), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, incitou um golpe de Estado na Ucrânia. Ao dizer que prefere negociar como exército, ele incentivou militares ucranianos a tomarem o poder no país para tirar “drogados” e “neonazistas”. 

“Eu gostaria de me dirigir às forças ucranianas: assumam o controle vocês mesmos. É melhor do que trabalhar com essas pessoas que fizeram a Ucrânia refém", afirmou. 

Putin voltou acusar o país de ameaçar a Rússia e de esconder "armas pesadas": "São responsáveis pelo neonazismo na Europa e pelo derramamento de sangue. Temos informações sobre a existência de armas pesadas em cidades grandes, como Kiev. Eles planejam atuar em oposição às forças russas, agindo como agem os terroristas."

Segundo inforações, o presidente estaria disposto a negociar com a Ucrânia e indicou que aceitaria status neutro na política internacional .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários