Li Jingwei se reencontrou com a mãe depois de mais de 30 anos
Reprodução
Li Jingwei se reencontrou com a mãe depois de mais de 30 anos

Um homem que foi sequestrado há mais de 30 anos se reencontrou com sua mãe depois de desenhar de memória um mapa da vila em que morava na infância até ser levado pelos criminosos. O caso aconteceu na China e chamou a atenção da mídia internacional. Li Jingwei tinha apenas quatro anos quando foi atraído por um vizinho para fora de sua casa e vendido para uma quadrilha de tráfico de crianças.

Cerca de 30 anos depois, em 24 de dezembro de 2021, ele compartilhou na internet um mapa que ele desenhou à mão, apenas com base em memórias de quando era criança. O desenho viralizou nas redes sociais e foi comparada pela polícia a uma pequena vila do país. Em seguida, o caso foi associado a uma mulher cujo filho havia desaparecido há três décadas.

Com as evidências e comparações, o homem e a mulher fizeram um teste de DNA para comprovar o vínculo. No dia 1 de janeiro deste ano, eles finalmente voltaram a se encontrar na província de Yunnan.

"Trinta e três anos de espera, incontáveis ​​noites de saudade e, finalmente, um mapa desenhado à mão de memória: este é o momento perfeito depois de 13 dias", escreveu Li em seu perfil nas redes sociais, pouco antes do reencontro.

Sequestro 

Li foi sequestrado perto da cidade de Zhaotong, em 1989, e vendido a uma família que vivia a mais de 1.800 km de distância. Durante todo o tempo, ele tentou buscar reencontrar a família, mas sem sucesso.

Após falhar nas buscar pelos bancos de DNA e autoridades locais, ele recorreu à internet e começou a pedir ajuda na internet. "Sou uma criança tentando encontrar sua casa. Fui levado para Henan por um vizinho careca por volta de 1989, quando tinha cerca de quatro anos", disse ele no vídeo, compartilhado diversas vezes.

Leia Também

Raptos de crianças não são incomuns na China. Em 2015, estimou-se que 20 mil crianças eram sequestradas todos os anos no país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários