Jessiane foi sequestrada, violentada, amordaçada e agredida por coiotes na fronteira do México com os EUA
Redes sociais
Jessiane foi sequestrada, violentada, amordaçada e agredida por coiotes na fronteira do México com os EUA

A família de Jessiane Gonçalves Schneider, uma brasileira que tentava entrar ilegalmente nos Estados Unidos, faz um apelo depois da jovem ter sido sequestrada, violentada, agredida e amordaçada por "coiotes" que tentavam atravessar a fronteira entre o país norte-americano e o México.

A vítima, de 24 anos, está hospitalizada desde o episódio, ocorrido no início do mês. Foi organizada uma vaquinha virtual a fim de levantar verba para financiar o tratamento da mulher.

Jessiane foi encontrada por um fazendeiro residente na região entre El Paso, no Texas, e a cidade de Juarez, no México. Quando foi localizada, a vítimas estava desacordada. O ocorrido foi relatado pela família da jovem nas redes sociais.

No pedido de ajuda, os organizadores da vaquinha relatam que a família está “desesperada e sofrendo neste momento difícil”. “Ainda existe o sopro de vida”, enfatizam.

Segundo o relato, Jessiane foi “sequestrada e violentada de todas as formas até quase chegar a morte”. “Achavam que a tinham matado, pois estava amordaçada e com tiras em volta do pescoço”, narraram os conhecidos da vítima.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários