Retirada de tropas e civis em Cabul, em agosto, provocou cenas de desespero de pais com seus filhos
Reprodução
Retirada de tropas e civis em Cabul, em agosto, provocou cenas de desespero de pais com seus filhos

O bebê afegão que havia sido entregue para um soldado norte-americano durante a caótica retirada de Cabul, no Afeganistão , em agosto deste ano, foi reencontrado e será levado para sua família nos Estados Unidos, informou o jornal britânico "Times" durante esse fim de semana.

A história da família de Sohail Ahmadi ganhou repercussão mundial em novembro, quando os pais do pequeno menino de dois meses deram uma entrevista para a agência Reuters.

Mirza Ali Ahmad e sua esposa, Suraya, relataram que entregaram o bebê para um soldado por conta da caótica situação na entrada do aeroporto de Cabul no dia 16 de agosto. Eles temiam que o neném fosse esmagado em meio à pressão de centenas de pessoas para entrar no prédio.

Ao conseguirem entrar no local com seus outros quatro filhos (de 3, 6, 9 e 17 anos), começaram a procurar o bebê entre os militares norte-americanos, mas não tiveram mais informações.

Leia Também

Desde então, Washington emitiu alertas para tentar encontrar o menino.

Os Ahmadi saíram do Afeganistão e foram para o Catar e para a Alemanha para fugir do Talibã e, atualmente, vivem em uma base militar no Texas enquanto aguardam os documentos para viverem legalmente nos EUA.

Segundo a reportagem do "Times", o menino agora tem seis meses e foi resgatado por um taxista de Cabul, que teria ficado com ele após uma tentativa de sequestro. Ainda conforme a publicação, o homem estava procurando pelos pais do menino para devolvê-lo à família.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários