Lava Cumbre Vieja
Reprodução Twitter
Lava Cumbre Vieja

Autoridades das ilhas Canárias determinaram o confinamento de aproximadamente 3 mil pessoas após um novo fluxo de lava do vulcão Cumbre Vieja chegar ao mar, nesta segunda-feira. No encontro da lava com o oceano, gases tóxicos são liberados que podem ser nocivos a saúde.

O confinamento faz parte do Plano de Emergência Vulcânica das Ilhas Canárias (Pevolca) e afetará as populações de San Borondón, Tezacorte e de trechos entre El Cardón e Camino Los Palomares. Será o terceiro fluxo de lava a se encontrar com o mar, o que deverá levar a formação de um novo delta.

Desde que o vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção no dia 19 de setembro, a ilha espanhola de La Palma teve sua extensão aumentada em 43 hectares, devido ao encontro da lava com as águas do oceano Atlântico.

O confinamento foi anunciado nas redes sociais do serviço de emergência das Ilhas Canárias.

Leia Também

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo sistema europeu de satélites Copernicus. Cerca de 2.651 casas também teriam sido destruídas pelo avanço da lava expelida pelo Cumbre Vieja.

O Instituto Geográfico Nacional (IGN), da Espanha, contabilizou 40 terremotos desde a meia-noite desta segunda-feira. Todos de baixa intensidade.

No dia 13 de novembro, o vulcão fez a sua primeira vítima, um homem de 72 anos que havia recebido autorização para fazer parte do trabalho de limpeza das cinzas. De acordo com o jornal El País, o homem havia desaparecido no dia 12, quando, ao fim da tarefa, não deixou o local com o grupo que o acompanhava. O corpo foi encontrado no dia seguinte em uma casa no bairro de Corazoncillo, na divisa entre os municípios de Los Llanos de Aridane e El Paso.

O aeroporto da ilha continua fechado devido ao acumulo de cinzas no ar, o que dificulta a aviação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários