Nicolás Maduro, presidente da Venezuela
Agência Brasil
Nicolás Maduro, presidente da Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou o chefe do Executivo brasileiro, Jair Bolsonaro (sem partido), de "imbecil", "palhaço" e "irresponsável"  por associar a vacinação contra a Covid-19 à Aids.

“O imbecil do Jair Bolsonaro no Brasil… imbecil, palhaço, disse ontem uma estupidez típica de alguém de direita, desprestigiado. […] Ele disse que as vacinas contra o coronavírus, quando aplicadas, causavam Aids”, declarou Maduro em discurso transmitido pela TV estatal do país..

“Bolsonaro, todos os dias, passa seu tempo falando mal da Venezuela, em vez de se dedicar a governar e atender o povo. O Brasil atingiu 600 mil mortes pelo coronavírus”, completou.

A declaração de Bolsonaro repercutiu mundialmente e motivou  pedidos de investigação de parlamentares brasileiros do PDT e do PSOL. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), também comentou a fala e disse que se Bolsonaro "não tiver nenhuma base científica" que sustente sua alegação, "vai pagar" por ela.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários