Afeganistão: Talibã autoriza a retirada de 200 cidadãos estrangeiros
Reprodução/AFP
Afeganistão: Talibã autoriza a retirada de 200 cidadãos estrangeiros

governo provisório do Talibã autorizou a saída de cerca de 200 cidadãos estrangeiros, incluindo norte-americanos e outras nacionalidades, informaram diplomatas ao jornal "The Washington Post" nesta quinta-feira (9). Esse será o primeiro voo internacional autorizado pelo grupo fundamentalista desde o dia 31 de agosto, quando encerrou o prazo dado pelos EUA para fazer a retirada total de suas tropas e funcionários. Ainda conforme o WP, o voo deve partir ainda hoje com destino ao Catar.

A bordo da aeronave não poderão embarcar afegãos que colaboraram com as forças estrangeiras, sendo apenas liberado quem provar que é estrangeiro. A notícia foi confirmada também pela emissora "Al Jazeera", que disse ter checado a informação com fontes do governo talibã.

O que não se sabe, porém, é se há estrangeiros que tinham sido bloqueados em Mazar-i-Sharif, no norte do Afeganistão. O grupo ficou na cidade porque os voos internos foram suspensos na metade de agosto e, mesmo com a retomada no início de setembro, os voos não humanitários são raros.

Não se sabe se haverá mais voos agora que o Afeganistão nomeou o seu governo interino, mas fontes de Washington dizem que os talibãs estão colaborando na liberação dos estrangeiros.


Manifestações

Mesmo com a proibição do governo do Talibã para as manifestações "não autorizadas", dezenas de mulheres foram para a frente da embaixada do Paquistão em Cabul para pedir mais liberdades e direitos.

Também foram registrados protestos em Parwan e Nimruz. Em todas elas, as pautas são as mesmas: respeito aos direitos delas de estudar, trabalhar e ter uma vida livre.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários