Enchenteperto do Mar Negro na Turquia
Reprodução
Enchenteperto do Mar Negro na Turquia

Pelo menos 55 pessoas morreram em enchentes na região norte da Turquia, onde fica o Mar Negro, no segundo desastre natural de grandes proporções a atingir o país neste mês.

As enchentes são as piores a atingirem a Turquia em muitos anos, e ainda há pessoas não localizadas. .

As chuvas torrenciais que atingiram as províncias de Bartin, Kastamonu e Sinop no Mar Negro na quarta-feira causaram inundações que demoliram casas, derrubaram pelo menos cinco pontes, varreram carros e tornaram várias estradas intransponíveis.

A agência turca de desastres disse que 46 pessoas morreram em Kastamonu, oito em Sinop e uma em Bartin. Nove pessoas permanecem hospitalizadas em Sinop e uma pessoa está desaparecida na província de Bartin, de acordo com a agência.

Em um prédio que desabou ao longo das margens do rio transbordado, acredita-se que ainda haja pessoas soterradas. Neste sábado, famílias de desaparecidos aguardavam ansiosamente que equipes de resgate inspecionassem os escombros, temendo que o número de mortos pelas torrentes violentas pudesse aumentar.

As rápidas enchentes parecem ter varrido as fundações de vários outros blocos de prédios de apartamentos.

Parentes de desaparecidos, desesperados à espera de notícias, estavam por perto.

— Isso é sem precedentes. Não havia eletricidade. Os telefones celulares estavam descarregados. Não havia sinal. Você não conseguia receber notícias de ninguém — disse Ilyas Kalabalik, um morador de Bozkurt de 42 anos.

Você viu?

Cerca de 45 cm de chuva caíram em menos de três dias em uma vila perto de Bozkurt.

Especialistas na Turquia disseram que mudanças no leito dos rios e construções inadequadas contribuíram para os enormes danos nas enchentes na Turquia.

Geólogos disseram que edificações estreitaram o leito do rio e a planície aluvial do riacho Ezine, no distrito de Bozkurt, em Kastamonu, onde os danos foram mais graves. Os edifícios residenciais foram construídos ao longo da orla marítima.

Ainda assim, cientistas dizem que esses desastres naturais estão se tornando mais intensos e frequentes por causa do aquecimento global causado por emissões poluentes.

No começo do mês, a Turquia registrou seus piores incêndios florestais em décadas. Incêndios de vastas proporções acontecem ao mesmo tempo em várias partes do mundo, da Grécia à Califórnia à Argélia.

Mudança climática:Relatório da ONU sobre mudanças climáticas coincide com incêndios catastróficos nos EUA, Rússia e Sul da Europa

Enchentes também foram registradas no mês passado em vários países da Europa, como Alemanha, Bélgica e Suíça.

Nesta semana, o painel de especialistas em clima da ONU previu, em seu mais completo relatório até hoje, que o aquecimento global pode chegar a 1,5 grau Celsius na próxima década, levando o planeta ao que é considerado seu limite antes de catástrofes de proporções incontroláveis.

*Com informações de agências internacionais

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários