Protesto na Colômbia
Flickr
Protesto na Colômbia

Nesta quarta-feira (30), organizações de direitos humanos denunciaram o desaparecimento e tortura de mais de 300 manifestantes na Colômbia. Também foi feito um pedido à ONU (Organização das Nações Unidas) para que ela condene a repressão do governo do país.

Ao longo de dois meses de manifestações na Colômbia , 83 pessoas morreram, 327 estão desaparecidas e mais de 3.200 foram presas, segundo dados de organizações. Os protestos são contra o governo do conservador Iván Duque

Elas alegam agressões, ataques e estupros por parte de policiais que são cúmplices das forças armadas do Estado. O governo, por outro lado, afirma que grupos ligados ao narcotráfico e ao Exército de Libertação Nacional (ELN), última guerrilha do país, são os causadores de confusões entre os manifestantes.

Dois uniformizados morreram e outros dois ficaram feridos nos protestos , informam a polícia e o Ministério da Defesa da Colômbia. 

Nesta terça-feira (29), três oficiais foram suspensos por agredirem jornalistas e um jovem durante protesto na capital. No momento, 127 investigações estão sendo conduzidas pelo Conselho Presidencial de Direitos Humanos  "por supostas infrações disciplinares" praticadas pela polícia do país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários