Prédio desabou parcialmente em Miami na madrugada da última quinta-feira, 24.
Reprodução/redes sociais
Prédio desabou parcialmente em Miami na madrugada da última quinta-feira, 24.

Uma família de brasileiros que morava no prédio que desabou parcialmente na quinta-feira, 24, em Miami, na Flórida , Estados Unidos, conseguiu escapar ilesa da tragédia, após pular do 2º andar para a piscina do prédio. Uma parente, que os acolheu em casa, concedeu uma entrevista à GloboNews, contando a situação.

Célia Rocha disse que a filha, o genro e os netos "chegaram cheios de pó, poeira e arranhões" na casa dela, "Mas nada quebrado e nenhuma ferida, graças a Deus".

Célia, que é Governador Valadares (MG), também vive em Miami. "Saíram correndo com a roupa do corpo. Eles moram no 5° andar. Quando chegou no 2º andar, tinha um apartamento com a porta aberta. Aí eles entraram e a varanda dava para a piscina. Então eles pularam", contou Célia.

Célia Rocha disse à GloboNews que a filha, genro e netos
Reprodução/Globonews
Célia Rocha disse à GloboNews que a filha, genro e netos "chegaram cheios de pó, poeira e arranhões" na casa dela. "Mas nada quebrado e nenhuma ferida, graças a Deus"


Aliviada, Célia disse que a história terminou bem para a família dela. "A minha família conseguiu sair a tempo e se salvar, ilesa. Chegaram aqui cheios de pó, poeira e arranhões. Mas nada quebrado e nenhuma ferida, graças a Deus".

Nesta sexta, 25, a prefeita Daniella Levine Cava afirmou que há 159 desaparecidos da tragédia. O número de mortos subiu para quatro quatro. 102 pessoas que poderiam estar no edifício foram localizadas e estão bem.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários