O ex-policial é acusado de assassinato pela morte de Floyd
Reprodução/Twitter
O ex-policial é acusado de assassinato pela morte de Floyd

O julgamento de Derek Chauvin , ex-policial da cidade de Mineápolis, nos EUA , acusado pelo assassinato de George Floyd , deve continuar nesta segunda-feira (15), com a segunda semana de seleção do júri. As informações são do portal UOL .

Sete jurados já foram selecionados para um julgamento que está sendo acompanhado com atenção. De acordo com o portal, muitos outros jurados em potencial questionados pelo juiz, procuradores e pelo principal advogado do acusado foram dispensados após ser decidido que eles não conseguiriam ser imparciais no caso.

Entre os jurados aceitos estão quatro homens, incluindo um hispânico, uma mulher branca, uma mulher mestiça e um negro que imigrou para o país há 14 anos. Todos, menos um, têm idades em torno dos 20 e 30 anos, de acordo com o tribunal.

O caso

O vídeo de  Chauvin com o joelho sobre o pescoço de George Floyd  durante nove minutos causou choque no país e no exterior, desencadeando um dos maiores movimentos de protesto já vistos nos EUA, que incluiu marchas diárias contra o racismo e a brutalidade policial.

O ex-policial, de 44 anos, está sendo acusado de homicídio de segundo grau, homicídio de terceiro grau e homicídio culposo. Ele, no entanto, se declara inocente, dizendo que seguiu seu treinamento policial.

Ainda segundo a publicação, todos os jurados em potencial que já estiveram na corte dizem que formaram uma opinião negativa de Chauvin, mas alguns disseram que podem estar abertos à possibilidade de que suas ações não tenham sido criminosas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários