Floyd morreu sufocado depois que Chauvin o imobilizou, apertando seu pescoço com o joelho por quase nove minutos
Reprodução/Twitter
Floyd morreu sufocado depois que Chauvin o imobilizou, apertando seu pescoço com o joelho por quase nove minutos


O início do julgamento do ex-policial Derek Chauvin , acusado da morte de George Floyd , em maio de 2020, em Minneapolis , nos Estados Unidos , foi adiado para esta terça-feira (9). O juiz que preside a audiência pretende analisar a inclusão de mais uma acusação. O julgamento deveria ter começado nesta segunda-feira (8) com a seleção do júri. 

Os promotores pediram a pausa até que um tribunal de apelação decida se o juiz deve restabelecer uma acusação de homicídio de terceiro grau contra o ex-policial. Ele é acusado de assassinato em segundo grau e homicídio culposo.  Floyd morreu sufocado depois que Chauvin o imobilizou, apertando seu pescoço com o joelho por quase nove minutos. 

Representado pelos promotores, o estado de Minnesota teme que iniciar o julgamento sem aguardar pelo o resultado da  apelação possa prejudicar todo o procedimento. Durante a tarde de segunda, as partes discutiram questões logísticas e concordaram em reduzir a lista de testemunhas a serem chamadas para depor. Um questionário enviado aos jurados em potencial apontou parcialidade e por isso eles decidiram excluir 16 pessoas.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários