Nos últimos dias, o republicano tem se recusado a aceitar a derrota no pleito eleitoral.
Agência Brasil
Nos últimos dias, o republicano tem se recusado a aceitar a derrota no pleito eleitoral.

Na última segunda-feira (9), o presidente Donald Trump criticou a Pfizer e a Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) por terem anunciado apenas após as eleições americanas que a vacina desenvolvida contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) tem 90% de eficácia . As informações foram dadas pelo UOL .

"A FDA e os democratas não queriam que eu tivesse um TRIUNFO sobre vacinas antes das eleições , então ele [o estudo] saiu cinco dias depois, como eu sempre disse", comentou Trump no Twitter.

A FDA (Food and Drug Administration, em inglês) é um órgão regulador do governo que faz parte do Departamento de Saúde. A dirigência da FDA é responsabilidade de Stephen Hahn, nomeado pelo presidente.

"Como eu disse há muito tempo, a Pfizer e as outras [empresas farmacêuticas] só iriam anunciar a vacina após a eleição porque não tinham coragem de fazê-lo antes. E a FDA deveria tê-lo anunciado mais cedo, não para fins políticos, mas para salvar vidas!”, declarou Trump.

Nos últimos dias, o republicano tem se recusado a aceitar a derrota no pleito eleitoral realizado em 3 de novembro

    Leia tudo sobre: donald trump

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários