Evo Morales
Reprodução/Twitter @evoespueblo
Ex-presidente Evo Morales deixou a Argentina na última sexta-feira (23).

Depois de ficar meses em Buenos Aires como refugiado, o ex-presidente da Bolívia Evo Morales deixou a Argentina e foi para a Venezuela. A viagem aconteceu na última sexta-feira (23) e foi noticiada pela agência estatal argentina Télam.

A ida de Morales à Venezuela aconteceu horas depois que Luis Arce, aliado do ex-presidente, ter sido confirmado como novo presidente da Bolívia. Ambos são do mesmo partido, o MAS (Movimento ao Socialismo).

Depois de comandar o país por 13 anos, Morales renunciou em novembro do ano passado após pressão dos militares. Ele deixou a Bolívia, foi para o México, onde ficou algumas semanas e depois para a Argentina, onde ficou por quase um ano.

Em seu Twitter, o ex-presidente disse que a vitória de Arce prova que não houve fraude nas eleições de 2019. “Aqueles que denunciaram têm a obrigação de retirar essas denúncias”, disse Morales, que também pediu a libertação de quem foi preso “injustamente” por isso.

Evo disse que pretende retornar ao país, mas ainda não estipulou uma data para voltar. Ele é alvo de processos judiciais, sendo acusado de estimular terrorismo e protestos violentos.

    Veja Também

      Mostrar mais