Maduro
reprodução twitter @sebastianarcher
A partir desta semana, Venezuela voltará a alternar dias de quarentena rígida e flexibilização

Devido ao aumento recente no número de casos confirmados da Covid-19 , o presidente Nicolás Maduro voltou a determinar a implementação de uma quarentena mais rígida na Venezuela neste domingo (30).

"Vamos nos preparar para sete dias de quarentena verdadeiramente radical", disse Maduro, em declaração transmitida pela TV estatal do país e divulgada pela agência de notícias AFP. O presidente disse que "confinamento é necessário para continuar batalhando duro contra o vírus e cortar as redes de contágio".

Atualmente, a Venezuela registra 45.868 casos confirmados e 381 mortes causadas pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Porém, os números oficiais são questionados pela oposição e pela comunidade internacional, que acusa Maduro de esconder a real expansão da doença no país.

Com subnotificação ou não, a realidade é que os venezuelanos voltarão a enfrentar a partir desta semana o esquema de isolamento semanal, que alterna sete dias de quarentena rígida e fechamento de todos os setores da economia, com sete dias de flexibilização.

    Veja Também

      Mostrar mais