Itália
Reprodução
Houve confronto com os policiais de Roma durante o protesto

Pelo menos 200 pessoas se reuniram na piazza Venezia, em Roma, em um protesto para defender que a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) não existe e é um "truque" do governo para impor regras sociais na Itália .

Leia também: George Floyd: após repercussão do caso nos EUA, esposa de policial pede divórcio

"O vírus é um truque para inventar a crise", dizem os manifestantes em frente ao Palácio do Montecitorio, sede da Câmara dos Deputados da Itália, contidos por barreiras policiais. O evento foi organizado pelo grupo "Marcha em Roma", criado nas redes sociais, com o slogan ""liberdade, liberdade".

O ato transcorreu de forma pacífica, mas houve registros de tensão entre os organizadores e as autoridades. Agentes da polícia de Roma se posicionaram no início da Via del Corso, onde há representantes do partido neofascista italiano Casapound, e alguns acabaram entrando em confronto.

Leia também: EUA têm quarto dia de protestos após morte de homem negro sufocado por policial

"Para o governo, queremos dizer que o vírus é um cavalo de Tróia, ele não existe e por esse motivo muitos hoje não usam máscara. Eles estão nos fazendo falhar, não sei qual é o design político deles, eles querem refazer as regras sociais. Eles querem nos limitar e registrar todos nós", ressaltou um dos porta-vozes que fala no megafone.

    Veja Também

      Mostrar mais