Agência Brasil

Boris Johnson e Angela Merkel apertam as mãos
Reprodução/Instagram Boris Johnson
Boris Johnson e Angela Merkel se encontraram pela primeira vez em uma visita do britânico à Alemanha

Em sua primeira visita oficial à Alemanha, o novo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson , voltou a afirmar nesta quarta-feira (21) estar confiante que poderá renegociar o acordo do Brexit com a União Europeia (UE), porém, manteve sua exigência da retirada do 'backstop', negociado anteriormente entre as partes.

O 'backstop' é a parte do acordo do Brexit que prevê que a Irlanda do Norte continue alinhada a algumas regras aduaneiras da UE, dispensando a necessidade de checagem na fronteira com a República da Irlanda. No entanto, o mecanismo também exigirá que alguns produtos vindos do restante do Reino Unido sejam sujeitados a controles, para averiguar se cumprem com as normas da UE.

"Quero deixar absolutamente claro para nossos amigos alemães e para o governo alemão que o Reino Unido deseja um acordo. Precisamos, porém, que o 'backstop' seja removido. Se pudermos fazer isso tenho absoluta certeza que podemos avançar juntos", disse Johnson numa coletiva de imprensa ao lado da chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel .

Na coletiva, o primeimro-ministro britânico ressaltou que não pode aceitar o atual mecanismo que, segundo ele, além de dividir o Reino Unido, ainda prenderia Londres a "acordos regulatórios e comerciais da UE, sem ter voz sobre esses assuntos".

Merkel sinalizou estar aberta a debater a questão e disse que uma possível solução para o impasse sobre o mecanismo pode ser encontrada nos próximos 30 dias. "Vamos ouvir as propostas do governo britânico. Nosso objetivo é garantir a integridade do mercado único", ressaltou, acrescentando que não é ela que lidera as negociações com o Reino Unido, e sim os 27 membros do bloco e a Comissão Europeia.

A chanceler reiterou ainda seu pedido para o Reino Unido não deixe a União Europeia sem um acordo e defendeu que o divórcio seja desenhado para manter a boa relação já existente entre Bruxelas e Londres. Merkel destacou, porém, que o bloco está preparado para um Brexit sem acordo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários