Tamanho do texto

Segundo fontes, grupo iniciou conversas separadas com representantes do governo e da oposição; encontros anteriores haviam acontecido na Noruega

Nicolás Maduro arrow-options
Reprodução/Twitter/NicolasMaduro
Governo Maduro anunciou que abandonaria negociações

Uma delegação do governo norueguês chegou a Caracas, capital da Venezuela, nesta quarta-feira (14) para tentar restabelecer as negociações entre o governo de Nicolás Maduro e a oposição, suspensas desde a semana passada. Segundo fontes, a delegação iniciou conversas separadas com as partes para tentar manter o diálogo. Os pontos discutidos nas primeiras reuniões desta semana não foram detalhados.

Leia também: Candidato da oposição argentina questiona "abusos" na Venezuela de Maduro

Na semana passada, o governo da Venezuela anunciou que sua delegação iria abandonar a nova rodada das negociações em Barbados, no Caribe, mediadas pela Noruega e previstas para quinta e sexta-feira. A decisão aconteceu um dia depois de os Estados Unidos anunciarem sanções a indivíduos e empresas que negociarem com o Estado venezuelano.

À época, o Ministério das Relações Exteriores da Noruega afirmou em comunicado que mantinha contato com o governo e a oposição e agendava reuniões com base na disponibilidade das partes.

Leia também: Aeroporto de Hong Kong obtém ordem judicial para impedir manifestações no local

A chegada da delegação norueguesa acontece dias depois de a Assembleia Nacional Constituinte, oficialista, nomear uma comissão para antecipar a data das eleições parlamentares. As negociações em Barbados estavam centradas na possibilidade da antecipação de eleições gerais, em troca da suspensão de pelo menos parte das sanções. Agora, nos bastidores, há indícios de que a oposição, cada vez mais dividida, parece estar sem um plano B.

Nesta terça-feira (13), as Forças Armadas da Venezuela descartaram a possibilidade de um golpe de Estado no país ou um governo de transição, e criticaram opositores por estimularem o bloqueio econômico dos Estados Unidos.