Tamanho do texto

Missão espacial Chandrayaan-2 vai explorar polo sul da Lua; lançamento estava previsto para semana passada, mas foi abortado em cima da hora

Lua arrow-options
Reprodução/Nasa
Objetivo da Índia é ser o quarto país a enviar uma missão espacial para a Lua

A Índia lançou com sucesso nesta segunda-feira (22) sua missão espacial Chandrayaan-2, que tem como objetivo explorar o polo sul da Lua. Trata-se do projeto espacial mais ambicioso da Índia e esta é a segunda missão em direção à Lua encabeçada pelo país. O lançamento da missão lunar com o foguete GSLV Mark III aconteceu dentro do previsto, às 14h43 locais, a partir da plataforma do Centro Espacial de Satish Dhawan.

Leia também: Manifestantes são agredidos em estação de metrô em Hong Kong

O lançamento estava previsto para semana passada, mas foi abortado em cima da hora , no momento da decolagem. A 56min24 do lançamento a contagem regressiva foi paralisada. Pouco depois, a Organização de Pesquisa Espacial da Índia confirmou que um problema técnico fora observado no sistema do veículo de lançamento e a missão fora abandonada por aquele dia. 

A Índia tenta, com o Chandrayaan-2, tornar-se o quarto país a enviar missões à Lua, atrás de Estados Unidos, Rússia e China. A meta da missão espacial é pousar no ainda pouco conhecido pólo sul, área onde os cientistas indianos pretender procurar água e reunir dados sobre a composição química e mineral do solo lunar.

Leia também: Conheça Bill Weld, único republicano a desafiar Trump nas eleições 2020

A nave está equipada com um aparelho para orbitar a Lua , outro para pousar na superfície e um terceiro para transitar pelo solo e estudá-lo.