Tamanho do texto

Partido Nacional ficou com 41,6% e a governista Frente Ampla recebeu 23,6%; o pleito será um teste para o partido governista de centro-esquerda

Tabaré Vaquez acena em posse presidencial
AP
Frente Ampla, liderada por Tabaré Vasquez, está no poder no Uruguai desde 2005

A oposição conservadora do Uruguai registrou uma importante vitória nas primárias presidenciais, um alerta para a coalizão governista antes das eleições nacionais de outubro. Com 99% dos votos computados, o Partido Nacional ficou com 41,6% e a governista Frente Ampla recebeu 23,6% do total dos votos. O terceiro principal grupo político, o Partido Colorado, obteve 16,8%.

Leia também: Manifestantes invadem Conselho Legislativo de Hong Kong

O sistema eleitoral do Uruguai permite que os eleitores selecionem um candidato presidencial preferido para cada um dos três principais partidos e um partido preferido. Com isso, o ex-prefeito de Montevidéu Daniel Martínez e o senador Luis Lacalle Pou conseguiram as indicações, respectivamente, para a Frente Ampla e para o  Partido Nacional  . A participação foi de cerca de 40%.

O pleito será um teste para o partido governista de centro-esquerda, liderado atualmente por  Tabaré Vázquez , que está lutando contra o lento crescimento econômico, sobrecarregado pelos efeitos da seca e das enchentes no crucial setor agrícola. Martínez, um engenheiro de 62 anos, venceu Carolina Cosse, ex-ministra da Indústria cuja candidatura era apoiada pelo ex-presidente José Mujica. Também competiram o ex-presidente do Banco Central Mario Bergara e o sindicalista Óscar Andrade.

Leia também: Trump se encontra com príncipe saudita acusado de orquestrar morte de jornalista

Lacalle Pou, advogado de 44 anos e filho do ex-presidente Luis Alberto Lacalle, enfrentou o senador Jorge Larrañaga e o empresário Juan Sartori, que se uniram à legenda no final do ano passado e vinham crescendo nas pesquisas. O Partido Nacional esteve no poder pela última vez em 1990, enquanto a Frente Ampla , uma coalizão de partidos de esquerda, chegou ao poder ao vencer a eleição presidencial em 2004.

Leia também: Venezuela confirma morte de militar acusado de complô contra Maduro

Ernesto Talvi, economista de 62 anos que será o candidato do Partido Colorado, é relativamente novato, apesar de ter superado o rival mais experiente Julio María Sanguinetti, advogado de 83 anos que já foi duas vezes presidente.