Tamanho do texto

Em entrevista, Trump disse que a duquesa de Sussex é "muito legal" e acusou a imprensa de distorcer suas palavras; ele também elogiou o príncipe Harry

Donald Trump
Reprodução/CNN
Trump deu entrevista a Piers Morgan, ex-participante de O Aprendiz

O presidente americano Donald Trump voltou a afirmar, nesta quarta-feira (5), que não chamou a duquesa Meghan Markle de "desagradável" . Em visita ao Reino Unido, Trump disse em entrevista que Meghan é "muito legal" e acusou a imprensa de ter distorcido suas palavras. Ele também afirmou que o príncipe Harry é "um cara excelente".

Em entrevista a Piers Morgan, um polêmico apresentador britânico e ex-participante d'O Aprendiz, reality show que Trump apresentava antes de chegar na Casa Branca, o presidente esclareceu seus comentários sobre a duquesa. Ele afirmou que sua intenção era dizer que Meghan havia sido desagradável com ele e que considerava a princesa "muito legal".

"Quando eu disse: 'bem, eu não sabia que ela tinha sido desagradável', eu não quis dizer que ela é desagradável. Eu disse 'que ela foi desagradável comigo'", afirmou o americano, no programa de televisão transmitido pela rede ITV.   "Mas você sabe: ela está fazendo um bom trabalho. Espero que ela aproveite sua vida", completou.

"Eu acho que ela é muito legal. Honestamente, eu não a conheço, então eu tenho que ser honesto. Ela foi desagradável comigo, e é ok ser desagradável. Não é bom para mim ser desagradável com ela e eu não fui", continuou o presidente.

O presidente, que encerra nesta quarta sua visita oficial de três dias ao Reino Unido, foi recebido com toda a pompa pela família real. O americano se reuniu com a rainha Elizabeth II  na segunda-feira (3), que organizou um banquete de recepção ao americano no Palácio de Buckingham.

Leia também: Trump propõe acordo comercial com Reino Unido após Brexit

Relembre a polêmica

A duquesa  Meghan Markle , ex-atriz americana, criticou publicamente Donald Trump durante a campanha presidencial de 2016, chamando o então presidenciável de "misógino" e "polarizador".

Antes de desembarcar no Reino Unido, ao ser informado sobre os comentários de Meghan pelo tablóide The Sun, Trump disse: "Eu não sabia disso. O que posso dizer? Eu não sabia que ela era desagradável". Em seguida, contudo, o presidente desejou sucesso à princesa em sua nova jornada real.

Mudanças climáticas

Durante a viagem ao Reino Unido , o ex-magnata se reuniu ainda com o príncipe Charles, que há anos trabalha para aumentar a conscientização sobre a destruição do meio ambiente e os impactos da mudança climática.

"Nós teríamos uma reunião de apenas 15 minutos, mas acabamos conversando por uma hora e meia e ele falou pela maior parte do tempo. Ele é bastante interessado no aquecimento global e eu acho isso ótimo", afirmou o presidente. "Eu escutei totalmente o que ele disse".

O americano também contou que o príncipe "quer garantir que as próximas gerações tenham um clima que seja bom, em oposição a um desastre. Eu concordo, mas mencionei algumas coisas: eu disse que, bem, o clima dos Estados Unidos é um dos mais limpos do mundo, baseado nas estatísticas, e até está melhorando".

Leia também: Protesto em Londres tem boneco de Trump sentado em vaso e com barulho de gases

Quando perguntado se acreditava no aquecimento global,  Trump disse:"Eu acredito que há uma mudança climática e acho que existem mudanças para ambos os lados. Não se esqueça que costumava a ser chamado de aquecimento global, mas que não estava funcionando. Depois, recebeu o nome de mudança climática e, agora, temperaturas extremas, porque não há como deixar passar temperaturas extremas".