Tamanho do texto

Tumba faz parte de uma imensa necrópole com mais de 300 outros jazigos, que ainda são desconhecidos e exigirão muitos anos de estudo

Múmias em tumba do Egito
Ministério de antiguidades egípcias
Arqueólogos encontram tumba com mais de 30 múmias no Egito


Arqueólogos descobriram em Assuan, no Egito, uma tumba que conserva 35 múmias, além de sarcófagos, ânforas, vasos e materiais para máscaras funerárias. As escavações foram conduzidas por uma missão ítalo-egípcia a cargo da Universidade dos Estudos de Milão e do Ministério da Antiguidade do país africano.

Leia também: Bolsonaro indica ex-chanceler de Dilma para ser embaixador no Egito

A tumba, situada na margem ocidental do Nilo, apresenta uma sala funerária principal e outra lateral: a primeira conta com 30 múmias bem conservadas, incluindo de crianças, enquanto outras quatro foram achadas na segunda, acompanhadas de vasos que continham restos de comida, fundamentais para a "viagem" dos mortos na tradição egípcia.

Outra múmia une os corpos de uma mãe e seu filho, ainda cobertos por uma espécie de máscara funerária feita com papiro.

Leia também: Parlamento do Egito aprova lei que pode manter presidente no poder até 2030

"Foi uma surpresa extraordinária, que descobrimos escavando em um lugar belíssimo na margem ocidental de Assuan, no Egito ", disse Patrizia Piacentini, professora de Culturas do Oriente Próximo Antigo, do Oriente Médio e da África na Universidade de Milão.

Segundo a especialista, a tumba faz parte de uma imensa necrópole com mais de 300 outros jazigos, que "ainda são desconhecidos e exigirão muitos anos de estudo".

"Provavelmente era a tumba de uma família de classe média-alta, usada do século 4 a.C. ao período romano, no século 4 d.C.", afirmou Piacentini.

Leia também: Fotógrafo gera fúria no Egito após fazer sexo em cima da Grande Pirâmide

Uma nova missão será realizada em novembro para examinar as múmias e escavar outros jazigos.