Tamanho do texto

Pontífice participou de Comitê Judaico Americano e aproveitou evento para falar do Dia Internacional da Mulher e seu papel como "tutora" do mundo

Papa Francisco diz que é preciso aumentar o espaço da mulher na sociedade e ressaltou seu papel como
Divulgação/Agência Brasil/Matt Campbell
Papa Francisco diz que é preciso aumentar o espaço da mulher na sociedade e ressaltou seu papel como "tutora" do mundo

O papa Francisco afirmou nesta sexta-feira (8) que é preciso aumentar o espaço da mulher na sociedade e ressaltou seu papel como "tutora" do mundo. Durante um encontro com o Comitê Judaico Americano, o líder da Igreja Católica aproveitou a ocasião para lembrar o Dia Internacional da Mulher , comemorado sempre em 8 de março.

"A mulher é aquela que torna belo o mundo, que o tutela e o mantém em vida. Leva a graça que faz coisas novas, o abraço que inclui, a coragem de se doar. A paz é mulher. Nasce e renasce da ternura das mães. Por isso, o sonho da paz se realiza olhando a mulher", disse papa Francisco .

"Não é por acaso que, no relato do Gênesis, a mulher seja tirada da costela do homem enquanto este dorme. A mulher tem sua origem perto do coração e no sono, durante os sonhos. Por isso, leva ao mundo o sonho do amor. Se sonhamos com um futuro de paz, é preciso dar espaço à mulher", acrescentou.

pouco menos de 15 dias , no entanto, o Papa discursou durante sua cúpula antipedofilia no Vaticano e criticou o feminismo , movimento que defende a igualdade de gênero, afirmando que todas as suas formas são um "machismo de saias".

No último dia 22, o Pontífice se pronunciou após a palestra de Linda Ghisoni, subsecretária da seção de fiéis laicos do Dicastério para os Laicos, a Família e a Vida e primeira mulher a discursar na reunião episcopal.

"Convidar uma mulher a falar das feridas da Igreja é convidar a Igreja a falar de si mesma, das feridas que ela tem. E acredito que devemos dar esse passo com grande força. A mulher é a imagem da Igreja, que é mulher, é esposa, é mãe", disse.

Leia também: Vamos ensinar meninos a levar flores e a abrir porta para mulheres, diz Damares

No entanto, segundo o papa Francisco , não se trata de "entrar na modalidade de um feminismo eclesiástico, porque, no fim das contas, todo feminismo acaba sendo um machismo de saias".

* Com informações da Ansa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas