Tamanho do texto

De acordo com a Agência Nacional de Gerenciamento de Desastres, 16.082 de pessoas foram deslocadas por conta da tragédia que ocorreu no sábado

Tsunami provocou grande destruição e a morte de centenas de pessoas na Indonésia; novo balanço aponta para 429 mortos
Indonesian Red Cross
Tsunami provocou grande destruição e a morte de centenas de pessoas na Indonésia; novo balanço aponta para 429 mortos

O número de vítimas do tsunami desencadeado após a erupção do vulcão Anak Krakatau, na região costeira da Indonésia, subiu mais uma vez , segundo o último balanço divulgado nesta terça-feira (25). De acordo com as informações divulgadas pela Agência Nacional de Gerenciamento de Desastres, agora já são 429 mortos e 1.459 feridos. Outras pessoas ainda estão desaparecidas, mas não há um balanço objetivo desse dado.

Registrado no último sábado (22), o tsunami destruiu um total de 882 casas, 73 hotéis, vilas e edifícios localizados no litoral. De acordo com o porta-voz da agência, Sutopo Purwo Nugroho, 16.082 pessoas foram deslocadas de seus lares por conta da tragédia.

Esse desastre também destruiu um porto marítimo e 434 navios e embarcações nos distritos de Pandeglang e Serang mais atingidos na província de Banten, e nos distritos de Lampung Selatan, Panawaran e Tenggamus na província de Lampung.

Leia também: Vídeo mostra tsunami destruir palco durante show na Indonésia; músicos morreram

As buscas pelas vítimas continuam nesta terça-feira e se estendem por terra e mar entre as ilhas de Java e Sumatra, já que muitas delas teriam sido arrastadas pelas ondas. "Os navios que procuram as vítimas já recuperaram vários corpos no mar", afirmou Sutopo.

Mais de 2 mil soldados e policiais, além de pessoal do escritório de busca e salvamento e do escritório da agência de gestão de desastres participaram de uma operação de socorro emergencial.

O porta-voz admitiu que falhas no sistema de alerta contribuíram para o agravamento da situação. "A ausência e o fracasso dos primeiros sistemas de alerta de tsunamis contribuíram para as enormes baixas porque as pessoas não tiveram oportunidade de serem deslocadas." A agência de meteorologia e geofísica proibiu atividades nas áreas costeiras após o ocorrido.

Em 26 de dezembro de 2004, uma enorme onda, também desencadeada por um poderoso terremoto, atingiu países ao longo do Oceano Índico, matando 226 mil pessoas, incluindo 170 mil na província de Aceh, na ponta norte da ilha de Sumatra, na Indonésia .

A área do vulcão Anak Krakatau está cercada de estâncias turísticas, uma zona industrial, uma movimentada faixa de navegação e algumas áreas residenciais. 

Leia também: Erupção de vulcão é possível causa de tsunami mortal na Indonésia; veja vídeo

Anak Krakatau é um dos 129 vulcões ativos na Indonésia, uma vasta nação de arquipélagos que abriga 17,5 mil ilhas, situada em uma zona propensa ao terremoto do chamado Anel de Fogo do Pacífico. No último sábado, ondas de quatro a cinco metros atingiram a costa, no momento do tsunami .

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.