Tamanho do texto

Segundo as autoridades, há mais de 1,4 mil feridos e 57 pessoas ainda estão desaparecidas; número de vítimas pode aumentar nos próximos dias

Tsunami provocou grande destruição e a morte de centenas de pessoas na Indonésia
Indonesian Red Cross
Tsunami provocou grande destruição e a morte de centenas de pessoas na Indonésia

O número de vítimas do tsunami que atingiu a Indonésia nesse sábado (22) subiu para 373 mortos e 1.400 feridos nesta segunda-feira (24), segundo a Agência Nacional de Gestão de Desastres. Ao menos 128 pessoas ainda estão desaparecidas. O balanço anterior registrava 281 mortos e mais de mil feridos.

Leia também: Vídeo mostra tsunami destruir palco durante show; músicos morreram 

Segundo as autoridades, o número de vítimas do tsunami que atingiu as ilhas de Java e Sumatra, na Indonésia , pode ser ainda maior, pois não se sabe ainda a extensão total do desastre. 

Além disso, há suspeitas de que existam pessoas presas entre destroços e materiais levados pelo tsunami . Até ontem, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil não tinha informações de brasileiros entre as vítimas. Porém, deixou um canal de comunicação para eventuais informações.

Na madrugada desta segunda-feira foram reiniciadas as buscas por desaparecidos em torno dos prédios que desmoronaram perto da costa em Pandeglang, no oeste de Java. Porém, as equipes de resgate não têm maquinário suficiente para as atividades.

Leia também: Erupção de vulcão é possível causa de tsunami mortal; veja vídeo

Por enquanto, o desastre destruiu 556 casas, nove hoteis e 360 navios. No distrito de Pandeglang, ondas gigantes atingiram áreas residenciais e vários pontos turísticos ao longo da costa. 

As autoridades indonésias afastaram os moradores das áreas costeiras, pois há ameaça de o desastre natural ocorrer novamente, uma vez que um vulcão no Estreito de Sunda, entre Java e Sumatra, está ativo.

As ilhas de Java e da Sumatra ligam o mar de Java ao Oceano Índico e estão localizadas no chamado Anel de Fogo do Pacífico, área muito propensa a desastres naturais. A região possui alta atividade tectônica e concentra grande parte das erupções vulcânicas e terremotos do planeta.

Leia também: O mundo cada vez mais debilitado: os maiores desastres naturais de 2018

Em setembro, mais de 2 mil pessoas foram mortas e 200 mil ficaram desalojados, após terremoto seguido de tsunami que atingiram a cidade de Palu, na ilha de Sulawesi. Especialistas suspeitam que o tsunami de sábado tenha sido causado por deslizamentos de terra causados pela erupção do vulcão Krakatau. Como não houve nenhum tremor de terra antes, as autoridades da Indonésia não tiveram tempo de preparar a população. 

*Com informações da Agência Brasil