Tamanho do texto

Republicano criticou democratas por dedicarem um orçamento pequeno à segurança nacional e à construção do prometido muro na fronteira mexicana

O presidente dos EUA, Donald Trump, se pronunciou sobre o ataque terrorista na França na noite de ontem (11)
Reprodução/Flickr
O presidente dos EUA, Donald Trump, se pronunciou sobre o ataque terrorista na França na noite de ontem (11)

O presidente norte-americano, Donald Trump, comentou nesta quarta-feira (12) o  atentado a tiros na França  ocorrido na noite desta terça (11). Em sua conta do Twitter, Trump emendou seu comentário, dizendo que o governo dos EUA vai "fortalecer ainda mais as suas fronteiras". Além disso, Trump aproveitou para pressionar a oposição por mais verbas para a segurança. 

Donald Trump pediu que Nancy Pelosi e Chuck Schumer, líderes da oposição na Câmara e no Senado, conseguissem votos para aprovar o orçamento suficiente para a obra do muro entre os Estados Unidos e o México, uma de suas principais promessas de campanha.

"Mais um péssimo ataque terrorista na França. Nós vamos fortalecer ainda mais as nossas fronteiras. Chuck [Schumer] e Nancy [Pelosi] devem nos dar os votos para conseguirmos mais segurança na fronteira!", escreveu o presidente norte-americano.

Leia também: França pede para Trump 'cuidar da própria vida', após tweet sobre atos em Paris





Trump também questionou o ex-presidente Barack Obama. "Os Democratas e o presidente Obama deram 150 bilhões de dólares ao Irã e não ganharam nada, mas, para a segurança nacional e um muro, eles só podem dar 5 bilhões de dólares?", tuitou. 




Na noite de ontem, por volta das 20h, três pessoas morreram e 12 ficaram feridas após um tiroteio na França , na cidade de Estrasburgo. Segundo autoridades, seis dos 12 feridos estão em estado grave. O caso está sendo tratado como ataque terrorista e o suspeito está foragido.

Segundo as autoridades francesas, o suspeito, identificado apenas como Chérif C., possui 27 condenações por crimes cometidos na França, na Alemanha e na Suíça. O Ministério do Interior francês tratou o ocorrido como um "grave incidente de segurança pública". 

Leia também: Trump se irrita com tradução em reunião do G20 e joga fone de ouvido no chão

A declaração de Donald T rump veio um dia depois do atentado e de uma discussão sobre o orçamento dos EUA com a liderança democrata. Nessa discussão, Trump ameaçou fechar o governo caso a oposição não aprove uma quantia suficiente para a construção do muro. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.