Tamanho do texto

Foto do labrador deitado ao lado do caixão do ex-presidente comoveu a internet na segunda-feira; Trump e esposa também prestaram homenagens

Sully, o cão do ex-presidente George W.H. Bush
Reprodução/Twitter
Sully, o cão do ex-presidente George W.H. Bush

Após a foto do labrador Sully deitado em frente ao caixão de seu dono, o ex-presidente americano George H. W. Bush, ter chamado a atenção da internet, o cão acompanhou o velório no Capitólio, em Washington, nessa terça-feira (4). Bush faleceu na última sexta-feira, aos 94 anos. 

No início desta semana, a foto do cachorro de "Bush pai", apelido que ganhou após a eleição do filho George W. Bush , viralizou na internet e comoveu seguidores. Ontem, o labrador acompanhou as homenagens prestadas ao ex-presidente, escoltado por uma mulher. 

Segundo o filho de Bush , agora Sully irá para o Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, para ajudar outra pessoa. "Por mais que nossa família vá sentir falta desse cachorro, ficamos reconfortados em saber que ele trará a mesma alegria para sua nova casa, Walter Reed, que trouxe ao 41º presidente", escreveu em sua conta do Twitter.

Leia também: "Coletes amarelos" entram em confronto com a polícia na Champs Elysées, em Paris


























Sully foi morar com o ex-presidente quando sua esposa, Barbara Bush, morreu em abril deste ano. Bush sofria de vários problemas de saúde e utilizava cadeira de rodas para se locomover, então tinha a ajuda do cão, um labrador de dois anos altamente treinado que pode obedecer a vários comandos como atender o telefone, buscar itens e fechar portas. 

Em Washington, o atual presidente Donald Trump e sua esposa, Melania Trump, também prestaram suas homenagens no capitólio. Além da diretora da CIA, Gina Haspel, e os ex-diretores John Brennan e George Tenet.

Colin Powell, presidente do Joint Chiefs of Staff quando Bush reuniu a coalizão que resgatou o Kuwait da invasão do Iraque na Guerra do Golfo, também visitou o caixão do 41º presidente americano.  

Leia também: 'Bebê Trump' ressurge em protesto contra a cúpula do G20 na Argentina

Hoje foi decretado luto nacional e o corpo seguirá para a Catedral Nacional, em Washington, como foi o caso dos ex-presidentes Eisenhower, Reagan e Ford. Trump estará presente, além de Barack Obama e outros ex-presidentes americanos.Na quinta-feira, Bush será enterrado ao lado de sua falecida esposa e da filha, que morreu de leucemia em 1953, aos três anos de idade. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.