Tamanho do texto

Balão que representa o presidente norte-americano foi levado por Robert S. Kennedy, um dos manifestantes que protestam no Congresso argentino

'Bebê Trump', o boneco inflável que faz referência ao presidente-americano durante protesto no G20
Reprodução/Alex Hellinghausen - Twitter
'Bebê Trump', o boneco inflável que faz referência ao presidente-americano durante protesto no G20

Um boneco inflável que representa o presidente norte-americano Donald Trump, com topete laranja e uma fralda, fez parte dos protestos contra a cúpula do G20, a reunião de representantes das 20 maiores economias do mundo, que acontece em Buenos Aires. O balão foi levado por Robert S. Kennedy, que partiu dos Estados Unidos e fez escala em São Paulo com o 'Bebê Trump' na bagagem.

Leia também: Cúpula do G20 começa sob forte tensão comercial e clima de desunião na Argentina

“Queremos pedir aos lideres do mundo que cresçam e amadureçam e que façam um esforço para trabalhar em conjunto, de forma pacifica. E, mais importante, que ouçam a voz do povo, que tem o direito de manifestar a sua opinião de forma pacifica, sem violência”, disse Kennedy, em entrevista à Agência Brasil , antes de levar o boneco ao encontro do G20

O 'Bebê Trump' apareceu pela primeira vez durante uma visita de Donald Trump a Londres, no começo deste ano. Ontem (29) ele foi inflado ao lado do Congresso argentino, onde manifestantes de organizações sociais protestavam contra a cúpula internacional, o Fundo Monetário Internacional (FMI), e a favor dos direitos das minorias e dos trabalhadores.

Na manhã de hoje, as ruas próximas das embaixadas e dos hotéis de luxo, onde ficarão hospedadas as delegações do G20, em Buenos Aires, foram bloqueadas por barreiras de metal. Os moradores da zona só podiam entrar em casa apresentando documento de identidade e sendo escoltados pela polícia até a porta. Além disso, o governo argentino decretou feriado e suspendeu o transporte público em várias partes da cidade.

Leia também: Trump diz que pessoas inteligentes como ele não creem nas mudanças climáticas

A brasileira Analba Teixeira, que faz parte de uma organização feminista, está entre os manifestantes que protestam em frente ao Congresso. “Nos hospedamos aqui perto, por isso chegamos à praça. Mas amanhã, quem vive mais longe, terá muita dificuldade para se locomover”, disse à Agência Brasil

Nem a imprensa credenciada terá acesso aos líderes. O transporte à sala dos jornalistas que cobrem o evento dependerá de vans colocadas à disposição pelos organizadores do evento. E os chefes de estado e de governo se reunirão em outro prédio, a mais de quatro quilômetros de distância.

Leia também: Com 40 'árvores de sangue', decoração de Natal da Casa Branca vira meme

O presidente norte-americano chegou a Buenos Aires na manhã de ontem para a cúpula do G20 . É a primeira vez que Trump visita a América Latina desde que assumiu a presidência dos Estados Unidos, há quase dois anos. 

*Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Donald Trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.