Tamanho do texto

Republicano ficou na Casa Branca de 1989 a 1993 e foi o 41º presidente norte-americano; ele era pai do também ex-presidente George W. Bush

Retrato oficial de George H. W. Bush na Casa Branca; ele foi o 41º presidente dos Estados Unidos (1989-93)
White House
Retrato oficial de George H. W. Bush na Casa Branca; ele foi o 41º presidente dos Estados Unidos (1989-93)

Morreu, na madrugada deste sábado (1), o ex-presidente dos Estados Unidos George H. W. Bush, 94 anos. A informação foi confirmada por Jim McGrath, porta-voz oficial da família Bush. Ele deixa cinco filhos, 17 netos e oito bisnetos. Entre seus filhos, estão o também ex-presidente George W. Bush e o ex-governador da Flórida Jeb Bush. A causa da morte não foi divulgada.

Leia também: Igreja mantém culto de 24 horas há mais de um mês para salvar refugiados

George H. W. Bush  havia sido internado no mês de abril para tratar uma infecção urinária que se espalhou pelo sangue. O ex-presidente foi hospitalizado um dia após a morte da esposa Barbara Pierce (1945–2018), com quem ficou casado por 73 anos. Ele também sofria de doença de Parkinson.

O republicano foi 41º presidente da história norte-americana e cumpriu um mandato entre os anos de 1989 e 1993. Ele perdeu as eleições seguintes para o democrata Bill Clinton. Em 12 de junho de 2018 George H. W. Bush tornou-se o primeiro presidente norte-americano a atingir a idade de 94 anos, sendo assim o ex-presidente mais velho da história do país.

Nascido em Milton, Massachusetts, era adolescente quando o Japão atacou Pearl Harbor, no Havaí, durante a Segunda Guerra Mundial. Bush se alistou, contra vontade do pai, nas Forças Armadas aos 18 anos e foi piloto combatente de aeronaves na 2ª Guerra. Em setembro de 1944, o avião dele foi atingido durante uma missão no Pacífico. Bush contou que chorou e precisou nadar muito para se salvar.

Depois de servir seu país, foi estudar na Universidade e Yale, onde se formou em Economia. Após se formar, foi um dos pioneiros no setor petroleiro do Texas.

Filho do ex-senador, Prescott Bush, sempre esteve envolvido na política, mais precisamente com o Partido Republicano, mas entrou definitivamente para a vida pública no ano de 1963 ao ser eleito para a câmara local de Harris County, Texas.

Ex-presidente George H.W. Bush, ex-primeira-dama Barbara Bush, posam para foto ao lado das amigas Helen Thorgalsen e Bonnie Blement, em Kennebunkport, Maine
AP
Ex-presidente George H.W. Bush, ex-primeira-dama Barbara Bush, posam para foto ao lado das amigas Helen Thorgalsen e Bonnie Blement, em Kennebunkport, Maine

Leia também: Trump se irrita com tradução em reunião do G20 e joga fone de ouvido no chão

Em seguida, passou pelo Congresso e ainda ocupou cargos como Embaixador das Nações Unidas e diretor da Agência Central de Inteligência (CIA). Concorreu sem sucesso para a candidatura a Presidente dos Estados Unidos em 1980, porém foi escolhido por Ronald Reagan a ser candidato a Vice-presidente; os dois foram eleitos nesse pleito. Durante seu mandato, Bush chefiou forças-tarefas da administração Reagan envolvidas na "Guerra contra as drogas".

Em 1988, se candidatou à presidência para substituir o companheiro de chapa e amigo pessoal. Derrotou o democrata Michael Dukakis com 54% dos votos populares e 426 dos 537 dos votos do colégio eleitoral. Suas principais marcas na Sala Oval foram a guerra contra as drogas e a política externa. Durante seu mandato, caíram o Muro de Berlim e o regime soviético.

Ele ainda foi responsável por enviar tropas para a Guerra do Golfo, em 1990, onde comprou briga com o ditador iraquiano Saddam Hussein, que anos depois, em 2003, viria a ser preso pelas tropas comandadas por seu filho, George W.

Apesar disso, problemas na economia do país tornaram o presidente impopular e ele não conseguiu ser reeleito quatro anos mais tarde, quando acabou derrotado pelo democrata Bill Clinton. Mesmo com o famoso apelo de campanha “Leia meus lábios - chega de impostos!”, perdeu a eleição para o democrata. Porém, viu o filho mais velho, George W. Bush, se eleger presidente no ano 2000 e se reeleger quatro anos depois. 

Bush casou-se com Barbara Pierce em 6 de janeiro de 1945. Seu casamento produziu seis filhos: George W., Pauline Robinson "Robin" (20 de dezembro de 1949–11 de outubro de 1953, faleceu de leucemia); John (Jeb); Neil; Marvin e Dorothy Walker (18 de agosto de 1959—). A família foi construída no sucesso político dele e de seu pai, com seu filho George W. Bush acabando presidente depois de ser governador do Texas e Jeb Bush governador da Flórida. A dinastia política dos Bush foi comparada àquela de John Adams e da família Kennedy. O avô materno de Bush era George Herbert Walker Sr., o fundador da G.H. Walker & Co. O tio de Bush, George Herbert Walker Jr., morto em novembro de 1977, foi chefe da companhia. O primeiro primo de Bush, George Herbert Walker III, foi o embaixador dos Estados Unidos na Hungria entre 2003 e 2006.

Jeb Bush nas últimas eleições presidenciais, foi um dos derrotados por Donald Trump nas prévias republicanas.

Bush pai recebeu a medalha da liberdade, a maior honraria concedida a um civil, do ex-presidente Barack Obama. E saltou de paraquedas ao lado de veteranos para comemorar os 80, 85 e 90 anos.

Líderes se pronunciam sobre a morte de George H. W. Bush

Ex-presidente dos EUA George H.W. Bush (E) aplaude com Laura Bush depois de discurso de ex-presidente George W. Bush em inauguração de seu centro presidencial
AP
Ex-presidente dos EUA George H.W. Bush (E) aplaude com Laura Bush depois de discurso de ex-presidente George W. Bush em inauguração de seu centro presidencial

O filho mais velho de George H. W. Bush, o ex-presidente George W. Bush foi um dos primeiros a comunicar a morte do pai. Através de um comunicado oficial, Bush filho lamentou a perda do pai.

“Jeb, Neil, Marvin, Doro e eu estamos tristes em anunciar a morte de nosso pai após incríveis 94 anos. George H.W. Bush foi um homem de grande caráter e o melhor pai que um filho poderia pedir”.

Leia também: 'Bebê Trump' ressurge em protesto contra a cúpula do G20 na Argentina

O atual presidente dos Estados Unidos , o também republicano Donald Trump também soltou um comunicado oficial sobre a morte de George H. W. Bush, onde destacou que, apesar de ser um "herói", o ex-presidente sempre manteve sua humildade.

“Melania e eu nos juntamos a toda nação para lamentar a morte do ex-presidente George H.W. Bush. Ele guiou nosso país e o mundo para uma conclusão pacífica na Guerra Fria e também preparou o terreno para décadas de prosperidade nos Estados Unidos”.

Presidente entre os anos de 2009 e 2017, o democrata Barack Obama também fez questão de falar sobre a morte de Bush. Apesar da rivalidade política, as famílias Bush e Obama sempre fizeram questão de demonstrar uma relação de mútua admiração.

Ex-presidente dos EUA George H. W. Bush fala durante evento na Casa Branca em 7 de janeiro de 2009
Getty Images
Ex-presidente dos EUA George H. W. Bush fala durante evento na Casa Branca em 7 de janeiro de 2009

“A América perdeu um patriota e servidor hoje com morte de George H. W. Bush . Nossos corações estão pesados, mas também cheios de gratidão. A vida de Bush é um testamento da noção de que o serviço público deve ser um serviço nobre”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.